Croácia – 6 motivos para morar na Croácia

Kristina Bodrožić-BrnićTurismoLeave a Comment

IMG-20151009-WA0010

por Nathália Nascimento

Encontramos este artigo da Nathália publicado no site Brasileiras Pelo Mundo, um site que tem a ideia de mostrar a vida de várias brasileiras que moram fora do Brasil para entender melhor a situação de cada lugar a base de experiência pessoal.

AQUI O ARTIGO ORIGINAL

Morar em um outro país não é tarefa fácil, podemos nos sentir sozinhas e distantes da família e dos amigos, dos nossos hábitos e lugares que estamos acostumadas. Mas ser expatriada tem uma tarefa principal: observar e utilizar todos os pontos positivos do lugar em que vive, a fim de superar os obstáculos que aparecem no caminho! Neste texto, explico algumas boas razões para morar na Croácia:

IMG-20151009-WA0010

1. Segurança

Em geral, a Croácia é um país extremamente seguro. Em Zagreb, por exemplo, não há mendigos na rua e há pouquíssimas pessoas pedindo dinheiro no farol ou no transporte público. As mulheres são respeitadas e podem voltar sozinhas às 3 horas da manhã com segurança. Como em toda cidade, há áreas em que é melhor evitar andar sozinho de madrugada, tanto homens quanto mulheres, somente por precaução. Durante o verão, as pessoas sentam em bares ao ar livre e podem, livremente, deixar suas bolsas ou mochilas na cadeira ao lado, sem medo de que alguém irá roubá-las. Claro que existem crimes, mas com uma frequência bem pequena. Desde 1998, houveram somente 35 assassinatos e 34 casos registrados de estupro na cidade litorânea de Split, que possui em torno de 180 mil habitantes. 

2. Clima

Apesar de ser um país pequeno, há variados tipos de clima em diferentes regiões da Croácia. Se frio não é a sua praia, o melhor é morar no litoral. Devido ao clima mediterrâneo, as temperaturas são amenas (não são negativas durante o inverno) e raramente cai neve. Na região montanhosa de Lika, no entanto, as temperaturas podem ser baixíssimas chegando até a -45ºC. Na capital Zagreb, o inverno mais intenso dura do final de novembro até começo de março, com temperaturas que podem chegar a -20ºC durante a época do Natal e do Ano Novo. Durante o verão (de junho a setembro) as temperaturas são bem altas, podendo chegar a 45ºC.

3. Baixo custo de vida

Como já disse aqui, o custo de vida na Croácia é baixo se comparado com os países da Europa Ocidental. Para aqueles que já têm uma renda, trabalham como freelancer ou são um nômades digitais, por exemplo, a Croácia é uma ótima opção para morar. Apesar de o nível de vida não ser tão alto como na Alemanha ou na França, por exemplo, a Croácia pode ser uma opção que inclui baixo custo de vida, sistema de ensino gratuito e de qualidade, segurança, dentre outras vantagens. Com um salário de mil euros, por exemplo, pode se viver uma vida muito boa por aqui.

P1010085

4. Natureza incrível

Quase 10% do território croata (7547,18 km²) é protegido por leis ambientais que proíbem o corte de árvores ou qualquer tipo de alteração da flora e da fauna. A Croácia possui 11 parques nacionais, sendo o mais famoso deles o Parque Nacional dos Lagos Plitvice, e 11 parques da natureza, sendo o mais famoso o Parque Velebit. Um dos rios mais longos da Europa, o Danúbio, passa por 180 km do território croata. Além desse, os rios Sava e Drava são os principais rios da Croácia, que percorrem respectivamente 562 e 305 km do território. Porém, a joia da Croácia é o mar Adriático, que com sua intensa beleza, impressiona milhares de turistas por ano, e é um dos maiores orgulhos dos croatas. Nunca diga que o lado italiano do mar Adriático é mais bonito do que o lado croata, se você não quiser participar de uma discussão amigável!

5. Receptividade do povo croata

Devido à problemas econômicos do país, a Croácia não é uma das primeiras opções de estrangeiros que procuram um novo país para morar. Isso leva a uma genuína surpresa por parte dos croatas quando você lhes diz que escolheu a Croácia para estudar, trabalhar ou morar. A comunidade de estrangeiros é bem pequena, então quando você conhece croatas, eles ficam extremamente felizes e fazem várias perguntas do estilo: “Mas por que a Croácia?”. Eles ficam ainda mais felizes quando, se for o caso, você diz que sua família é croata e que você “voltou” para conhecer suas raízes. Em geral, os croatas não têm nenhum tipo de preconceito contra brasileiros, pois para eles é uma novidade conhecer estrangeiros morando aqui.

6. Estilo de vida

A maioria dos croatas A-DO-RA ir ao cafés e ficar horas conversando com os amigos. É um hábito tipicamente croata, que tem origem na influência dos turcos, há séculos. Para os croatas, é quase que obrigatório ir tomar um café em um kafić todos os dias, e até podem ficar ofendidos se te convidarem para um café e você recusar! Além disso, todos os anos eles esperam ansiosamente o começo do verão. Zagreb, por exemplo, fica praticamente vazia durante os meses de julho e agosto, pois estão todos no litoral aproveitando a linda costa do mar Adriático. Quem pode culpá-los, não é mesmo? Pode-se dizer que o estilo de vida croata é bem tranquilo, as pessoas se preocupam com o futuro mas, ao mesmo tempo, sabem muito bem aproveitar o presente.

Existem vários outros motivos para morar na Croácia além destes citados! E vocês, o que acham?

Pozdrav!

 

Nathália é estudante de engenharia têxtil na Universidade de Zagreb, na Croácia. Nascida na cidade de São Paulo, com 19 anos decidiu, com o apoio de sua família, partir para Zagreb e ver se era possível aprender a língua croata. Com muito esforço, aprendeu e decidiu ficar. Possui ambas cidadanias brasileira e croata, já visitou 18 países, trabalha como tradutora e também dá aulas de português.

The following two tabs change content below.
Kristina Bodrožić-Brnić, nascida em Split na Dalmácia, é mestrada em Sinologia Moderna e História das Artes Orientais pela Universidade de Heidelberg. Radicada em São Paulo desde 2011, trabalha com aulas de idiomas (mandarim, alemão e inglês), arte oriental e eslava, e também com preparativos interculturais para expats saindo do Brasil para buscar novas oportunidades. Ela se juntou a SADA em 2014, quando participou de um documentário sobre croatas no Brasil e desde lá usa as oportunidades para introduzir a cultura croata no Brasil.

Latest posts by Kristina Bodrožić-Brnić (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *