Receita: Luas de Baunilha (Vanilin Kiflice)

Kristina Bodrožić-BrnićReceitasLeave a Comment

Vanilin Kiflice

Desejamos um feliz Terceiro Advento para todos nossos leitores!

Agora chegou a hora de vocês aprenderem como preparar estas bolachas de Natal muito saborosas – as luas de baunilha (Vanilin Kiflice). Este mês, já fiz a receita duas vezes e o sucesso foi enorme. O segredo dos meus kiflice é que já foram adaptadas ao paladar brasileiro. Vamos lá!

Você precisa de:

  • 200 gramas de farinha de trigo (pode ser normal ou integral)
  • 50 gramas de glaçucar
  • 1 pacote de açucar de baunilha (ca. 13 gramas) ou 8 gotinhas de aroma de baunilha. Se tiver o extrato de duas vágens de baunilha, o sabor ficará melhor ainda.
  • 100 gramas de noz caju picado (o original é feito com noz de nogueira, “orasi” ou com amêndoa, “bajami” em croata).
  • 120 gramas de manteiga não gelada
  • um pouco de glaçucar para decorar

 

Junte todos estes ingredientes em uma bacia grande e mexa com a mão até formar uma massa uniforme. A receita não leva nenhum tipo de fermento. Modele um rolo com um diâmetro de 4 centimetros. Corte o rolo em fatias de ca. 1,5 cm. Em uma forma com superficie de alumínio antiaderente ou em uma forma com papel manteiga modele as luas, separadas por um centímetros e asse em forno pré-aquecido a 190 graus por cerca de 12-14 minutos até que as pontas das luas fiquem douradas. Tire as bolachas do forno. Com a ajuda de uma peneira espalhe o glaçucar decorativo acima. Depois de esfriar, pode por com muito cuidado em uma lata de estanho (claro que esta não pode ser enferrujada). As luas ficam boas para até três semanas, se sobrar até lá.

Bom apetite!

Dobar tek!

 

 

 

 

The following two tabs change content below.
Kristina Bodrožić-Brnić, nascida em Split na Dalmácia, é mestrada em Sinologia Moderna e História das Artes Orientais pela Universidade de Heidelberg. Radicada em São Paulo desde 2011, trabalha com aulas de idiomas (mandarim, alemão e inglês), arte oriental e eslava, e também com preparativos interculturais para expats saindo do Brasil para buscar novas oportunidades. Ela se juntou a SADA em 2014, quando participou de um documentário sobre croatas no Brasil e desde lá usa as oportunidades para introduzir a cultura croata no Brasil.

Latest posts by Kristina Bodrožić-Brnić (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *